Notícias

1 11/10/2017 17:30

O orgasmo feminino se deve à atividade intensa simultânea de vários centros cerebrais, diz-se na pesquisa, publicada no jornal The Journal of Sexual Medicine. Especialistas da Universidade Rutgers, EUA, usaram ressonância magnética funcional para detectar o trabalho de nêutrons durante estimulação sexual.

Do experimento participaram 40 mulheres, que preencheram formulários sobre sua vida sexual e relações. Como resultado, para fazer ressonância magnética foram selecionadas dez pessoas que informaram ter orgasmos durante o sexo. As mulheres foram diagnosticadas enquanto seu clitóris estava sendo estimulado pelo parceiro sexual ou por elas mesmas.

O estudo revelou que a atividade cerebral na hora do sexo aumenta gradativamente, envolvendo ao mesmo tempo as zonas sensoriais e motoras do sistema nervoso central, assim como sistema de excitação. Desta forma, foi registrada excitação elevada dos neurônios no hipocampo, responsável pelas emoções, nas amídalas cerebelosas, responsáveis pela tomada de decisões, e no hipotálamo.

Cientistas acreditam que os dados recebidos poderão ser utilizados na medicina para ajudar as mulheres que por certas razões não conseguem atingir orgasmo.

Notícias ao minuto

Rua Tiradentes, 30 – 4-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 - A Força da Comunicação.
© 2010 - RBR Notícias - Todos os direitos reservados.