Notícias

1 15/05/2018 15:00

Entre 1º de janeiro deste ano a 30 de abril, 160 pessoas morreram nas rodovias federais que cortam a Bahia. No ano passado, no mesmo período foram registradas 202 mortes, segundo dados informados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) ao CORREIO nesta terça-feira (15). Ou seja, a queda registrada no período foi de 20,8%. Ainda segundo a PRF, no mesmo período, o número de acidentes graves caiu de 393 para 357 (9,2%). A meta é reduzir esses números em 50% nos próximos dez anos.

A medida visa atender ao Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans) e, para conseguir essa redução, a PRF está realizando diversas audiências públicas nas capitais do país com o objetivo de formular propostas para o  plano e  disponibiliza ainda consulta pública para que a sociedade participe diretamente do processo de formatação do Pnatrans. 

O plano será elaborado em conjunto com órgãos de saúde, de trânsito, de transporte e de justiça. Nesta segunda-feira (14) foi realizada uma audiência pública em Salvador. O evento contou com a participação do superintendente regional da PRF, o inspetor Vírgílio Tourinho, do Diretor do Departamento Nacional de Trânsito (DenaENATRAN, Maurício Pereira, do Diretor Geral do Detran, Senhor Lúcio Gomes, do Procurador-Chefe do Ministério Público Federal na Bahia, Fábio Loula, do Superintendente da Transalvador, Fabrizio Muller e do Superintendente Regional do DNIT,  Amauri Souza.

Durante o evento foi ressaltada a importância de integrar esforços entre os órgãos municipais, estaduais e federais para que ao final do prazo de dez anos, seja possível a redução pela metade, no mínimo, do índice nacional de mortos por grupo de veículos e por grupo de habitantes.

Correio

Rua Tiradentes, 30 – 4-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 - A Força da Comunicação.
© 2010 - RBR Notícias - Todos os direitos reservados.