últimas notícias








Colunas

1 23/06/2020 10:57

Entre poupar e consumir, responda sem pensar - o que você escolheria?  Saiba que a maioria dos brasileiros prefere consumir.  A fábula “A Cigarra e a Formiga” exemplifica bem este dilema que muitos enfrentam: “aproveitar o hoje ou se preparar para o futuro?”.  Você saberia dizer a razão de não termos o hábito de poupar?  A culpa não é a falta de dinheiro, desemprego ou perda do poder de compra, pois sempre aparece uma verba para a balada!  O motivo é a cultura de baixa poupança do brasileiro, ele trabalha muito, mas não percebe o valor de aplicar o dinheiro que sobra no amanhã, aproveitando, na grande maioria das vezes, o agora.

Você já planejou guardar uma grana e não conseguiu?  Se sim, porque isso ocorreu?  Uma pesquisa de 2018, realizada pela Associação das Empresas do Mercado Financeiro, reportou que 56% dos entrevistados tinham interesse em poupar para investir, embora apenas 8% tenham alcançado a meta.  A Pesquisa de Orçamento Familiar 2008-2009 do IBGE explica isso, mostrando que 68,4% das famílias brasileiras possuíam despesas superiores aos rendimentos.  Ângela Nunes, especialista em finanças domésticas, afirma que dos 8% exitosos, 71% poupou reduzindo suas despesas.   Segundo Breno Barlach, gerente de projetos, o brasileiro, de qualquer classe social, sofre de uma cultura imediatista que dificulta a prática de investimento.  Ele declara que, dos 40% mais pobres e 60% dos mais ricos no Brasil, apenas 6% poupam pensando na velhice, contra 17% e 15% da mesma condição social na América Latina, respectivamente.  Detalhe, o país mais rico da América Latina é o Brasil!! 

 Você estaria disposto a sacrificar parte de seu consumo por um futuro melhor para você e seus filhos? Não aceite a desculpa de não receber o suficiente para poupar. Considere que riqueza ou equilíbrio financeiro não depende de quanto se ganha, e exemplo disso são pessoas que ganham muito e estão sempre endividadas. Por outro lado, há quem ganhe pouco e ainda faça reserva financeira.  Existem países mais pobres que o Brasil que possuem população com mais dinheiro investido.  O relatório de 2018 do Fundo Monetário Internacional coloca o Brasil como o segundo pior país em taxa de poupança da América do Sul. A relação entre riqueza gerada e recursos investidos aqui é de 14,6%, à frente apenas da Venezuela, com índice de 13,1%. O país que lidera o ranking é o Equador, com 24,7%, seguido pelo Paraguai, com 22,6%.  Nos países da Europa esse índice sobe para 32% e na Ásia chega a 40%.   Percebeu como estamos mal na fita?  Interessado em transformar essa realidade?

Modificar um comportamento é complexo e demorado, mas precisa iniciar algum dia.  Que tal agora?  Como visto, o brasileiro opta consumir a  investir, e por isso se endivida.  Preocupação com carnês a pagar é o futuro que você deseja?  Imagino que não, então mude!  Faça seu planejamento orçamentário, gaste menos que ganha, poupe e invista.  Assim dará bom exemplo aos seus filhos, pois é na fase infantil que o hábito de planejar o futuro deve ser ensinado e as habilidades necessárias são desenvolvidas.  Próxima semana daremos dicas para você abordar educação financeira com a criançada.


Categorias

 Meu DinDin - Como realizar seus sonhos 
Rua Tiradentes, 30 – 4-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 - A Força da Comunicação.
© 2010 - RBR Notícias - Todos os direitos reservados.