Notícias

1 13/01/2018 12:20

'É só um para experimentar, não faz mal’. Muitos terão dito e outros tantos terão ouvido uma frase semelhante na hora de experimentar o primeiro cigarro. Mas, sabe-se agora, afinal o ‘só um’ não é apenas ‘só um’.

De acordo com uma revisão científica feita pela Universidade Queen Mary de Londres, no Reino Unido, 61% das pessoas que experimentam pela primeira vez um cigarro acabam por se tornarem um fumantes diários, conta o ABC.es.

Ao todo, a revisão feita pelos cientistas britânicos teve uma base de 215 mil participantes de países como a Austrália, os Estados Unidos, a Nova Zelândia e o Reino Unido. No que diz respeito a números, 60,3% dos participantes tinha já experimentado fumar em algum momento da sua vida, sendo que 68,9% tinha acabado por se converter ao tabagismo.

Ao avaliar os dados de cada estudo analisado, os cientistas conseguiram traçar os seguintes números: a taxa mínima de conversão da primeira vez para fumador ativo fixou-se nos 60,9% e a taxa máxima nos 76,9%.

Divulgado na revista "Nicotine & Tobacco Research", a revisão científica (que teve por base a análise a oito estudos) citada pelo site espanhol começa por destacar que “no desenvolvimento de qualquer comportamento aditivo, passar da experiência à prática diária é um hiato muito grande, pois implica que uma atividade recreativa se tenha convertido numa necessidade compulsiva. E neste sentido, detectamos que a taxa de conversão de fumante pela primeira vez a fumante diário é surpreendentemente alta, o que ajuda a corroborar a importância de prevenir a experimentação do tabaco em primeiro lugar”.

Notícias ao minuto
Foto: Reprodução

Rua Tiradentes, 30 – 4-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 - A Força da Comunicação.
© 2010 - RBR Notícias - Todos os direitos reservados.