Notícias

1 12/01/2019 08:53

Apesar dos esforços da polícia para prender criminosos, a Bahia ainda tem quase 8 mil mandados de prisão em aberto. O número equivale à população inteira do município de Nova Fátima. No Brasil, são 294 mil pessoas nesta situação.

Os dados são do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e colocam a Bahia  na 4ª posição entre os nove estados do Nordeste em número de procurados, atrás do Ceará (15.003), Pernambuco (11.350) e Maranhão (8.958). Na comparação nacional, o estado fica no 14º posto no ranking.

Dos 7.947 procurados, 657 deles entraram para a lista de foragidos depois de serem liberados das unidades prisionais durante saídas temporárias e não retornarem. Segundo dados da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), no ano passado, 852 detentos foram contemplados com o benefício de Natal e Ano-Novo, mas 78 deles não retornaram para as unidades prisionais.

Até o dia 7 de dezembro, 7.947 pessoas eram consideradas fugitivos ou foragido (aquele que já foi preso) por suspeita de cometerem crimes na Bahia. Em 2011, a Secretaria de Segurança Pública (SSP) criou o Baralho do Crime,  uma ferramenta que reúne os 52 criminosos mais perigosos do estado que ainda estão à solta. A intenção é contar com a ajuda da população para reduzir esse número.

As cartas registram os nomes, os apelidos com que os bandidos são conhecidos, os crimes pelos quais eles respondem e as regiões do estado em que atuam. O material fica disponível no site do Disque Denúncia e quem tiver informações sobre o paradeiro dos criminosos pode ajudar a polícia através do (71) 3235-0000 ou 181. O sigilo é garantido. *Com CNJ e Correio

Rua Tiradentes, 30 – 4-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 - A Força da Comunicação.
© 2010 - RBR Notícias - Todos os direitos reservados.