Notícias

1 10/08/2018 10:45

Dados revelados na quinta-feira (9/8) pelo 12º Anuário Brasileiro de Segurança Pública apontam que a Bahia registrou, entre 2016 e 2017, um aumento de 212 mortes em ações policiais ocorridas no período. De acordo com o levantamento, ocorreram 456 casos no primeiro ano. Já no segundo, foram registradas 668 ocorrências.
Com isso, o estado é o terceiro com maior número de mortes em decorrências de ações policiais. Em primeiro vem o Rio de Janeiro, com 925 casos em 2016 e 1.127 em 2017. Em segundo lugar ficou São Paulo, com 857 mortes em 2016 e 940 em 2017.

Das mortes provocadas por policiais na Bahia, cerca de 90% ocorreram em operações da Polícia Militar. De acordo com as informações do levantamento, em 2016 foram registrados 412 casos. Já em 2017, ocorreram 610, seguindo o aumento entre os dois anos.
Em relação a morte de policiais na Bahia, o número total também teve um aumento no período, contudo, a quantidade é cerca de 80% menor que os casos de mortes ocorridas em ações policiais.

Segundo os dados, no primeiro ano ocorreram 15 mortes de policiais, contra 18 no segundo. Destas, a maioria é de policiais militares, com 12 mortes nos dois anos. No entanto, em 2017, nenhuma das mortes ocorreu enquanto os policiais estavam em serviço. Em nota, a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) informou que o "policial baiano responderá sempre de maneira enérgica e proporcional a ataques de criminosos, e que a legítima defesa dele e da sociedade é amparada legalmente".
No comunicado, a SSP informou, ainda, que, nos casos onde policiais agiram à margem da lei, inquéritos foram instaurados, resultando em prisões e expulsões das respectivas corporações.

Rua Tiradentes, 30 – 4-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 - A Força da Comunicação.
© 2010 - RBR Notícias - Todos os direitos reservados.